Bela Vista (mais fotografias clicando no icon das bicicletas ao lado,obrigado)

Diário de Lisboa @ Diário de Lisboa - The Lisbon Diary | 16/04/2014 às 21:27

Temas: [ bicicletas ] [ bicicultura ]

CL6B9529
CL6B9535
-----------------------------

Levar a carga em Bikepacking

Gonças @ Hors Piste autorizé.... | 16/04/2014 às 10:50

Temas: [ bicicultura ] [ bikepacking ] [ myog ] [ TT ]

Depois de "empacotar" tudo, há que arranjar maneira de transportar a carga na bicicleta.

Relembro de que vou fazer cicloturismo em todo o terreno (estrada e mato), ou seja Bikepacking pelo que não vou optar pela opção mais comum do cicloturismo (alforges laterais).

Não que fosse impossível, ou que não "aguentassem", mas é um sistema mais apto a falhas: ligações em metal são mais frágeis em caso de muita vibração, em sigle-tracks é preferível ter o material mais próximo ao quadro, e por fim: quanto mais espaço tens, mais carga levas ;o) é lei!! eheh

Fui espreitar quem faz disto à mais tempo e é consensual o transporte do material mais à frente do que atrás (já há muito tempo atrás se fazia o mesmo).

Capturar10.JPG
E usam garfo rígido, compensando o amortecimento 
com rodas mais grossas e até poupam no desviador dianteiro!!

Tentei prender os sacos tanto no guiador como no banco. 

Foto0919.jpg
Ligação apenas com cintas...trilhava-me demasiado os cabos.


Foto0920.jpg
Lembrei-me de colocar o suporte da mala do guiador para afastar a mala.
Aproveitei para colocar uma cinta grossa a reforçar.

Foto0921.jpg
Ainda me lembrei de por uns "cornos" para segurar o saco mais longe.
Foto0918.jpg
Atrás ainda deu mais luta...sem apoios correctos o saco baila muito.
Tive que repensar a coisa. 
Lembrei-me de criar um harnês para o saco à frente.
revelate-4-1.jpg
A versão dinheiro na mão!

E seguindo a minha pirâmide do consumo ;o) 

10176104_10151752429409229_2095145818142

favoreço a reutilização de material que tenho:

Neste caso, uma mala para portátil que se rasgou.

Foto0922.jpg
Esta veio do Freecycle...

Foto0923.jpg
Cortei o apoio das costas.

Foto0924.jpg
Não é igualzinho ao harnês profissional? ;o)

Foto0929.jpg
Preso no suporte da mala do guiador!

Foto0940.jpg
Ainda ponderei prender com um suporte metálico...
...mas fiquei-me pelas cintas.

Foto0941.jpg
Tcharam!!

Foto0966.jpg
 Acabei por inverter o harnês!

Perguntaram-me se tinha comprado o suporte do LIDL...acho que é um elogio! ;o)

Para trás, lembrei-me de colocar um suporte para carga, daqueles que se prendem ao espigão! Mas como tinha uma cadeira de criança que já não utilizo, coloquei apenas o suporte para segurar o saco traseiro:



Foto0976.jpg
Eis o rack traseiro! Está feito para levar até 22Kgs por isso estou na boa.

Foto0977.jpg
E prende no quadro, em vez do espigão do selim. 
Inverti-o para poder caber o framebag.

É um pouco pesado, cerca de 1,4Kgs, mas robusto. 

Eis o setup final que foi para um teste de fim-de-semana:

Foto0979.jpg
À saída de casa.

Á frente leva o saco-estanque preso no harnês, a bolsa azul a prender de lado e a fita grossa a envolver tudo! No guiador levo o GPS. As gaiolas para as garrafas de água estão presas à suspensão e aguentam muita porrada nos trilhos. 

Tenho o framebag que quando enche não chega a tocar com a lateral no tubo do quadro (é estreita a perna do impermeável). A bomba de ar vai presa nos seus velcros. 

No espigão vai presa uma bolsa com uma câmara de ar extra e uma garrafita com alcool para o fogão. O saco estanque maior vai no rack e também preso ao espigão (e bem apertado para não roçar nas pernas). Em cima vai o kit de ferramentas. 

Nas costas levo uma pequena mochila com kit 1º socorros e kit sobrevivência, bem leve pois não gosto de levar nada a pesar nos ombros.

O teste de 165Kms, com 1500m de acumulado com 40% estrada e 60% trilhos, mostrou que há pouco a mudar no setup. Mas há espaço sobre o tubo central que pode ser aproveitado ;o) 

Preciso também de substituir o saco-cama que é demasiado volumoso e pesado para além de já não oferecer muita eficácia térmica. 

O pano tenda (tarp) pode ser menor (tlvz um poncho) e preciso de uns punhos mais confortáveis e com pequenos "cornos". 

Foto1104.jpg
Na vinda, ainda no comboio!!

Foi um fim-de-semana espectacular...fica para a próxima.

-----------------------------

Dossiê apresentado à CMB (propostas para alteração da Rede Ciclável em estudo)

Victor Domingos @ Braga Ciclável | 15/04/2014 às 23:26

Temas: [ Antonio Babo ] [ bicicultura ] [ Ciclovias ] [ Câmara Municipal de Braga ] [ Estacionamento ] [ Faixas BUS + BICI ] [ Mário Meireles ] [ Proposta de Mobilidade Sustentável ]

Conforme prometido, publicamos hoje os documentos que integraram o dossiê apresentado pelos ciclistas urbanos à Câmara Municipal de Braga, na última reunião.

A partir da rede ciclável proposta pela CMB e presente na revisão em curso do Plano Diretor Municipal, do Programa de Ciclovias Interurbanas do CÁVADO (estudo desenvolvido pelo professor António Perez Babo) e utilizando também os percursos fornecidos por 31 ciclistas urbanos (Mapa Braga Ciclável) e a experiência no terreno obtida pelo grupo de ciclistas que participaram na elaboração do dossiê, chegou-se a uma nova proposta com algumas pequenas, mas significativas alterações ao mapa inicial.

-----------------------------

via Sub 954: Arquitectura à Moda do Porto

paulofski @ na bicicleta | 15/04/2014 às 17:01

Temas: [ filme ] [ bicicultura ] [ ciclismo urbano ] [ coisas que vejo ] [ cycle chic ] [ mobilidade ] [ motivação ] [ outras coisas ] [ Porto ] [ Sub 954 ]


-----------------------------

Material transportado em Bikepacking

Gonças @ Hors Piste autorizé.... | 15/04/2014 às 12:09

Temas: [ bicicultura ] [ bikepacking ] [ myog ]

Tentei colocar o material necessário para viajar de bicicleta em autonomia em todo o terreno (bikepacking) em 2 sacos estanques que tenho:

Foto1020.jpg
O da esquerda deve ter 15l, o da direita é claramente enorme. 
Mas é o que há!

Para levar isto tudo:


MATERIAL.jpg
tcharam...pronto para a doidêra de 1 noite ou 10 noites de pedalada!

Lá tiveram que caber:

Foto1048.jpg
Tudo empacotado e pronto para colocar na bicla


Como a maior parte do material que tenho é old school (old is cool) o conjunto é volumoso e pesa um pouco mais que 10Kgs.

Com dividi isto?

No saco mais pequeno coloquei o saco-cama (antigo e muito volumoso), uma múmia de algodão, gorro e luvas e o kit higiene.


No maior coloquei a roupa (muito volumosa e pesada), o hammock e o tarp e o kit cozinha.   

A comida levei à parte, mas a meio coloquei-o no frame bag.

O desafio seguinte era: como colocar isto na bicla sem porta-bagagens?



-----------------------------

fotocycle [126] cheiro de chuva…

paulofski @ na bicicleta | 15/04/2014 às 7:56

Temas: [ fotocycle ] [ à chuva ] [ bicicultura ] [ fotografia ] [ motivação ] [ outras coisas ] [ penso eu de que... ] [ Porto ] [ Sua Alteza ]

… no asfalto quente? Hummm, se gosto!

cheiro de chuva


-----------------------------

Bici-Paper no centro de Braga - vamos lá pedalar?

Victor Domingos @ Braga Ciclável | 15/04/2014 às 1:10

Temas: [ Bici-Paper ] [ bicicultura ] [ Eventos ] [ Go By Bike ] [ JovemCooop ] [ Largo da Senhora-a-Branca ] [ Turismo ]

Bici-Paper - Vamos pedalar na cidade de Braga

Este sábado, dia 19 de abril, realiza-se no centro da cidade de Braga um Bici-Paper, por iniciativa da JovemCoop em colaboração com a Go By Bike. Será uma excelente oportunidade para nos divertirmos e ao mesmo tempo ficarmos a conhecer melhor a nossa cidade!

Segundo a organização deste evento, a participação poderá ser feita individualmente ou criando uma equipa com o máximo de 5 elementos. Todos são bem-vindos, pelo que é sempre boa ideia levar alguns amigos e familiares. O ponto de encontro é o Largo da Senhor-a-Branca, às 14h30.

As inscrições são gratuitas e podem ser feita por email (ver aqui o cartaz oficial do evento), até 5ª feira, dia 17 de abril. Não há limite de idade, basta ter boa disposição e gostar de pedalar.

Vamos lá pedalar? ;-)

-----------------------------

E assim se vai até ao Rock in Rio

miguelbarroso @ Lisbon Cycle Chic | 15/04/2014 às 1:07

Temas: [ Uncategorized ] [ bicicleta ] [ bicicultura ] [ Cycle Chic ] [ evento ] [ Lisboa ] [ Rock in Rio ]

Como tinha anunciado, no sábado passado realizou-se o passeio Eu Vou de Bicicleta, cujo objectivo era lembrar as pessoas que podem ir para o festival Rock in Rio Lisboa de bicicleta (até vai haver lá um parque vigiado pela FPCUB, onde podem deixar as bicicletas em segurança).

_LFP6549_RockinRio_Bicicleta[1](foto cm-lisboa.pt)

Tratou-se de uma co-organização Lisbon Cycle Chic / FPCUB / CML / Rock in Rio / EDP. As 500 inscrições esgotaram num ápice, pois foi divulgado em inúmeros canais. Mais uma vez, um passeio calmo sem qualquer carácter desportivo, mas a avaliar pela indumentária da maioria das pessoas que responderam à chamada, parecia que estávamos todos perante uma prova de contra-relógio. Não quero fazer qualquer censura ao modo de vestir que cada um escolhe – mas para andar de bicicleta calmamente, a roupa do dia-a-dia serve perfeitamente. Compreendo que muita gente sinta que o equipamento xpto é o melhor para fazer desporto em bicicleta… Provavelmente alguns até fizeram umas boas dezenas de kms para lá chegar, e outros tantos para regressar a casa. Mas se é para passear ou utilizar a bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia… desculpem-me mas eu continuo a dizer que me sinto melhor vestido normalmente (e ficam também com muito melhor aspecto).

Faz-me confusão ver tanta gente ir passear calma e descontraidamente de bicicleta, equipados da cabeça aos pés como se fossem fazer a Volta ou a Travessia em BTT. Nem me refiro só a este passeio – vejo frequentemente gente assim equipada para passear junto ao rio… seria o equivalente a equipar-me assim, para ir de automóvel até ao Guincho com a família:

f1_pilot_0003.jpg47a88697-5e08-4f22-aa38-2eee2431a274Large[1]

Mas enfim… são opções, e cada um é livre de escolher o que veste! Por isso chega de conversa… ficam aqui as fotos Cycle Chic do evento. Como tirei muitas mais, podem ver as restantes na página de Facebook da FPCUB.

DSC_6603 DSC_6605 DSC_6611

DSC_6619 DSC_6621 DSC_6632

Como podem ver na imagem do meio, não faltou gente a capturar imagens…

DSC_6634 DSC_6635 DSC_6643

DSC_6645 DSC_6653 DSC_6662

DSC_6649 DSC_6707

Uma das caras conhecidas que esteve presente foi o actor Ricardo Carriço – e não foi só para a foto, já que é um utilizador frequente da bicicleta em Cascais. Nunca tinha pedalado nas ruas de Lisboa e confessou-me que estava a gostar da experiência.

DSC_6670 DSC_6671 DSC_6675

DSC_6651 DSC_6693

Já o vereador José Sá Fernandes está habituado a pedalar nas ruas de Lisboa… mas acho que podia fazê-lo com mais frequência – fica o desafio!

DSC_6663 DSC_6664 DSC_6669

DSC_6665 DSC_6728

A Cidade na Ponta dos Dedos e agora dos pedais também – a Sancha Trindade, também autora da campanha que foi lançada em Setembro passado, é agora mais uma das muitas pessoas que se deslocam diariamente de bicicleta em Lisboa.

DSC_6657

DSC_6686 DSC_6747 DSC_6839

Ninguém ficou indiferente à presença desta bicicleta muito especial!

DSC_6676 DSC_6680 DSC_6690

DSC_6694 DSC_6720

A Roberta Medina também fez o passeio, e depois de ter passado a semana toda a rogar pragas a quem tinha delineado o percurso (eu mesmo), chegou à Bela Vista surpreendida por afinal ser tão fácil fazer 8km no meio da cidade.

DSC_6697 DSC_6705 DSC_6708

DSC_6722 DSC_6733 DSC_6736

DSC_6743 DSC_6764 DSC_6766

DSC_6772

DSC_6775 DSC_6781 DSC_6783

Depois de uma paragem na Bela Vista, o regresso foi pela ciclovia do parque até às Olaias.

DSC_6813 DSC_6822 DSC_6826

DSC_6806

E a presença destes amigos, também animou bastante o passeio!

DSC_6834 DSC_6829

DSC_6828 DSC_6832Obrigado a todos os que participaram. E para os que vão ao Rock in Rio já sabem… podem ir a pedalar, e deixar a bicicleta bem vigiada quase à porta do festival!

 

-----------------------------

Mais uma INOVAÇÃO no ramo das BICICLETAS

João Galvão @ NézClinas a Pedais e outros que tais | 11/04/2014 às 15:07

Temas: [ Bicicultura ] [ Link's ] [ Protótipos ] [ You tube ]



Mais uma Inovação no ramo das BICICLETAS. Desta vez chega-nos da Hungria. 
Oculta Sinopsis Budapeste

Além da transmissão ser completamente diferente - Pelo meio de Cabos de aço - Funciona por força motriz, produzida por polias, directamente à roda traseira, e, tem a vantagem de se poder afinar os pedais e força que neles se emprega, de formas distintas, o que pode permitir o uso mais adequado a pessoas com limitações físicas.


O inventor, Róbert Kohlhéb, afirmou à Agência Efe que a polias móveis transmitem a força para a roda traseira por meio de cordas, que não precisam de lubrificação e podem ser utilizadas por até 10 mil quilômetros. 
Dizendo: -"As cordas são de polietileno combinado com material parecido com o teflon utilizado nos desportos aquáticos e pelos alpinistas".




- Acabaram as mãos sujas de óleo...

-----------------------------

// Saco Voador_Lançamento

rui henrique @ bicicleta voadora | 11/04/2014 às 12:33

Temas: [ alley cat ] [ bicicultura ] [ eventos ] [ solidariedade ]


Cartaz+Lancamento-01.jpg

Para quem ainda não tem programa para Sábado, 3 de Maio, cá está uma excelente oportunidade de sair de casa e ir até à Velo Culture! E porquê?

A Bicicleta Voadora teve mais uma ideia que pretende tornar-se um facilitador e transformador de vidas – o SACO VOADOR!

Um saco de pano útil, muito bonito e, claro, com um corte especial adaptado às necessidades dos ciclistas, numa edição limitada de 35 exemplares.
Mas este saco tem muito mais de especial (além de ser voador!) - a ilustração ficou a cargo de HugoSerge O., um criador português que “divide o tempo entre experiências visuais e sonoras”; a produção do saco é do atelier Bashô Cycling Club e por isso, todos os sacos foram produzidos à mão, com materiais comprados no comércio tradicional; a impressão em serigrafia e embalagem é da responsabilidade da Devagarse Encaderna Longe, uma oficina da ASSOL – Associação de Solidariedade Social de Lafões, uma instituição que apoia pessoas com deficência mental e saúde mental crónica.

A Velo Culture aceitou receber o projecto no seu espaço e a animação da tarde vai estar a cargo de melómanosconvidados que vão partilhar os melhores hits de vinil da sua colecção.
A prova favorita dos ciclistas começa às 14.30h, uma alley cat (a mais dura de sempre em Lisboa!) que começa e termina na Velo Culture.

Com ideias simples, vamos promovendo e animando a comunidade enquanto passamos um dia entre amigos.

Os 35 exemplares desta edição estarão disponíveis para venda apenas esta tarde.
Cada saco tem um custo de 10€ e todos os lucros obtidos revertem a favor da ASSOL. Toda a informação e trabalho desta associação no site da ASSOL.

Um obrigado muito especial a todos os que fazem com que este projecto faça sentido:
Matias Pancho e todo o pessoal na Assol, Joana Janeiro, Gonçalo Baptista, Hugo Serge O., António Cruz, Miguel Madeira e todo o pessoal na Velo Culture, Sara Martins, Cláudio Soares, Marta Ruivo, Nuno Trindade, Rui Costa, Marisa Brito, Pedro Gil e Rodrigo Filipe.

3 DE MAIO
DAS 14 ÀS 20 H
VELO CULTURE –  LISBOA
Rua de arroios nº4
A mostrar posts 1 a 10 de 496 | « Anteriores | Próximos » | 5, 10, ou 20 de cada vez.


Creative Commons License

O conteúdo deste site está sob uma licença Creative Commons BY-NC-SA.
Os direitos do conteúdo externo apresentado neste site são os definido pelos autores.
A apresentação de conteúdo externo neste site é feita com a autorização dos autores.

:-}
v13.09
Powered by HTML Purifier